gente que escuta

PÚBLICO!

Público algarvio...

Uma das faces da moeda, num pequeno universo de interessantes e complexos contrastes.

Se os tocadores algarvios são, em geral, relativamente jovens, quem assiste, aplaude e pede mais são, quase sempre, séniores.

 

Esta é uma das realidades mais vivas do acordeão popular algarvio actual: ser uma fábrica de boas recordações!

 

Mas são, também, um problema e um obstáculo difíceis ou mesmo impossíveis de superar.

Por quanto tempo mais haverá público nas galas que vão enchendo as sociedades recreativas e culturais do Algarve rural?

Qual é o futuro de uma prática cultural quando não se renovam as gerações nela envolvidas?