Search

Campeonato Nacional de DHI 2016


Arcos de Valdevez, no coração do Alto Minho, acolheu no passado fim-de-semana o Campeonato Nacional de DownHill 2016. Uma organização cuidada da responsabilidade da ACRAP, e também da Federação Portuguesa de Ciclismo (UVP-FPC), num percurso fluído e muitíssimo veloz que obrigava os interessados em vestir a desejada camisola a ter, permanentemente, máxima concentração. De antemão todos sabiam que os lugares cimeiros se discutiriam até ao centésimo de segundo. Na primeira manga, disputada de manhã, procurei escolher um bom spot para fotografar. Eis alguns resultados, de alguns dos melhores downhillers em competição!

E na manga decisiva fotografei de forma mais descontraída...

Quanto a resultados, nota muito positiva para o ainda Sub-23 Vasco Bica (MS Racing Portugal), que revalidou o seu título de Campeão Nacional de DHI, vencendo primeiro a manga da manhã e depois a manga decisiva. Ao terminar confessou que este ano correu sobre alguma pressão, por estar a defender um título! Francisco Pardal é o Vice-campeão Nacional 2016 porque gastou mais 894 milésimos de segundo a fazer a descida decisiva. O madeirense Emanuel Pombo, no reverso das emoções, era a expressão mais viva do desapontamento e da desilusão...

Em Elites femininas, um escalão com poucas participantes, Filipa Peres (RG Centro Óptico de Fafe) revalidou o seu título de Campeã Nacional. No escalão de Juniores, muito disputado, Diogo Pinto (também da equipa RG Centro Óptico de Fafe) vestiu a camisola ao vencer a manga decisiva. Na manga da manhã já tinha ameaçado, ao ser o segundo classificado, logo atrás de Bruno Almeida, o novo Vice-campeão Nacional. Na descida decisiva a diferença entre os dois foi de escassíssimos 528 milésimos de segundo!

Terminadas as descidas e apurados os resultados finais, chegou o tão desejado momento da entrega das camisolas, da consagração dos novos campeões e das comemorações ;-)

Por último, duas sugestões turísticas: depois de um intenso dia de fotografia jantei na vila, na churrascaria O Braseiro (ao pé dos Bombeiros) e dormi na Casa nos Penedos. N'O Braseiro tratei da saúde a um frango assado muito bem temperado, acompanhado de boas batatas fritas verdadeiramente caseiras, arroz e salada. Na Casa dos Penedos esperava apenas encontrar um quarto simpático num turismo local, por um preço acessível. Mas afinal tinha um apartamento completo e muito bem equipado, tudo impecável, numa casa tradicional e tranquila. Muitíssimo recomendável para uns dias em Arcos de Valdevez, um concelho cada vez mais interessante e valorizado no contexto do Alto Minho.

#VascoBica #ArcosdeValdevez #EmanuelPombo

2 views
BLOG | Nuno de Santos Loureiro