Search

Algarve mais seco no final de Maio de 2017, comparativamente com 2016


Uma comparação entre os NDVI em 23 de Maio de 2017 e 20 de Maio de 2016, ambos obtidos através de imagens do satélite LANDSAT 8 e, consequentemente, comparáveis, indiciam que a região algarvia está mais seca em 2017, quando comparada com 2016. O NDVI (Normalized Difference Vegetation Index) é um índice obtido a partir de imagens aéreas, sejam elas provenientes de satélites ou de outras origens como aviões ou drones, que permite estimar a presença de vegetação verde, a sua vitalidade e a sua actividade fotossintética através de relações entre uma parte da radiação na banda do visível e na dos infra-vermelhos próximos.

A comparação agora levada a cabo entre as duas imagens aponta para que

- em 05% do território algarvio o NDVI em 23 de Maio de 2017 esteja 30 a 50% abaixo do NDVI em 20 de Maio de 2016,

- em 28% do território algarvio entre 10 e 30% abaixo,

- em 56% entre 10% abaixo e 10% acima, e apenas para que

- em 08% do território algarvio apresente valores de NDVI em 23 de Maio de 2017 mais de 10% acima dos valores em 20 de Maio de 2016.

Nesta análise é, no entanto, ter presente que os 5% do território algarvio onde o decréscimo foi maior coincidem fundamentalmente com as áreas ardidas na Serra de Monchique e nas proximidades de São Bartolomeu de Messines, onde a vegetação foi muito severamente afectada. Adicionalmente, o padrão agora descrito tem um comportamento coincidente com o do PDSI (Palmer Drought Severity Index) mensalmente calculado pelo IPMA. No final de Maio de 2016 o Algarve estava numa situação 'normal', enquanto que no final de Maio de 2017 estava, predominantemente, numa situação de 'seca fraca'.

#Algarve #NDVI #Landsat #seca

68 views
BLOG | Nuno de Santos Loureiro