ROSTOS DE GUINÉ-BISSAU

 

Não é fácil fotografar pessoas na Guiné-Bissau.

Frequentemente dizem NÃO quando são interpeladas!

'Os guineenses são complicados, o país é complicado!' afirmou vezes sem conta Júlio Pinto Alves, que em Setembro de 2018 me guiou e acompanhou, e intermediou em muitas fotografias.

As imagens desta série foram todas feitas nessa apressada deslocação pela Guiné-Bissau continental. São retratos 'quase' espontâneos. Um rosto chama-me a atenção, rapidamente peço autorização para fotografar e se a resposta é positiva 'click', já está. Todas as 'poses' são escolhidas pelos fotografados. Apenas em algumas situações pedi às pessoas para sorrirem...

Quero, num futuro próximo, regressar à Guiné-Bissau e fazer mais e mais retratos para que, no final, a série seja tão representativa e completa quanto possível. É que o país pode ser pobre em muitas coisas mas é muito rico em ROSTOS!

Entretanto, vou desvendar um pequeno segredo: levei comigo uma Instax Share SP-3 e a todos os fotografados ofereci uma impressão rápida.

Nenhum deles deixou de revelar surpresa e esboçar um sorriso ao receber a sua pequena fotografia!