Search

Algarve (quase gémeo) de Frederic P. Marjay


Frederic P. Marjay, húngaro, foi Adido Cultural na Embaixada da República da Hungria em Portugal. Estabeleceu com o país uma relação muito próxima e que o motivou a publicar numerosos livros de fotografia. Por exemplo, 'Portugal' (1953), 'Salazar na intimidade' (1954), 'Portugal romântico' (1955), 'Açores, arquipélago místico' (1956), 'Portugal e o mar' (1957), 'Évora: a cidade milenária e o seu distrito' (1958), 'Coimbra: a cidade universitária e a sua região' (1959), 'Índia portuguesa: um estudo histórico' (1959), 'Infante D. Henrique' (1960), 'Moçambique' (1963), 'Matosinhos' (1964), 'Portugal entre gente remota...' (1965), 'Madeira' (1965), 'Navegadores portugueses: heróis do mar' (1970), 'Portugal: o Norte pitoresco' (1971), 'Lisbon and its surroundings' (1972)...

Ao Algarve Frederic P. Marjay dedicou dois livros, o primeiro editado em 1964 e o segundo em 1968. A edição de 1964 começa com um texto trilingue (português, francês e inglês) de apresentação da região, particularmente atento à sua história, às cidades e vilas, ao património cultural e ao viver das gentes algarvias. Integra depois um conjunto de 88 fotografias, na sua maioria a P&B mas também a cores, em geral feitas por Marjay mas onde se podem encontrar contributos de Júlio Bernardo, Damião Cândido de Andrade, Luís de Almeida d'Eça e Liberto da Conceição. As fotografias mostram paisagens, património cultural, turismo, gentes algarvias a trabalhar e divertir-se. A edição de 1968 tem um texto semelhante mas apenas em português e inglês. Entre as 115 fotografias publicadas repetem-se bastantes, permanecem os contributos antes referidos e surge o de Helder de Azevedo. As duas edições são da Livraria Bertrand, Lisboa, não havendo na edição de 1968 qualquer referência à anterior.

#FredericMarjay #livrosdefotografia #Algarve #JúlioBernardo #LuísdeAlmeidadEça #LibertodaConceição #história #Andradefamília

43 views
BLOG | Nuno de Santos Loureiro