Search

O acordeonista fotografado por Robert Doisneau


Robert Doisneau (14 de Abril de 1912 - 1 de Abril de 1994) foi um notável fotógrafo francês, sempre atento aos valores humanistas da fotografia de rua. Começou como fotógrafo de publicidade com André Vigneau e trabalhou para a Renault. Durante a 2.ª Grande Guerra colaborou com a Resistência Francesa e fotografou quer a ocupação quer a libertação de Paris. Terminado o conflito militar europeu trabalhou até 1952 para a Vogue, ao mesmo tempo que começou a trabalhar para a Alliance e recomeçou a trabalhar com a Rapho, duas importantes agências de fotografia. Em 1950 começou a integrar o Group XV.

1949 viu surgir o seu primeiro livro de fotografia de autor, La Banlieue de Paris. Desde então tornou-se cada vez mais um fotojornalista e fotógrafo humanista de rua, registando predominantemente a cidade de Paris e os parisienses. Recebeu o Prémio Kodak em 1947, o Prémio Niepce em 1956 e o Grand Prix National de la Photographie em 1983. Foi armado Cavaleiro da Legião de Honra em 1984.

Por certo, uma das suas fotos mais icónicas é a Le baiser de l'hôtel de ville, feita em 1950 em Paris. A foto aqui apresentada, datada de 1951, L'Accordéoniste de la Rue Mouffetard, ilustra bem olhar perspicaz de Robert Doisneau. Um acordeonista magro, de olhos sombrios e cavados no rosto, olhar perdido que parece ser de um cego, bengala e uma caixa de esmolas entre as pernas. À sua esquerda um grupo de homens estão concentrados em alguma coisa, à sua direita uma mulher que também não presta atenção ao acordeonista. Apenas um homem, atrás do músico, lhe parece dar atenção porque o estará a desenhar...

#RobertDoisneau #Paris #acordeão

41 views
BLOG | Nuno de Santos Loureiro